Diferentes meios de comunicação com o mundo

Diferentes meios_edited.jpg

Moyens divers de communication avec le monde

(OTLET, 2018, p. 55)

A teoria do conhecimento de Paul Otlet baseia-se no modelo moderno de representação entre sujeito e objeto. A operação do conhecimento entre o eu e o mundo se dá, ao menos, de quatro maneiras: i) a relação imediata entre o eu e a natureza, ii) a relação mediada entre o eu e as representações feitas pelos humanos, iii) a fala dialogada (conversação) e iv) a relação entre uma inteligência artificial – um simulacro do olho, no primeiro momento – e a natureza. Desta maneira, o ser humano conecta-se com o mundo a partir de diferentes meios de comunicação. Em um primeiro momento, a relação se dá entre os dados intelectuais do sujeito e os objetos naturais/reais. Em seguida, após o reconhecimento da natureza, o sujeito a representa de modo miniaturizado e indicial em suas instituições culturais. Nesses dois primeiros momentos, há uma relação fundamental de adequação e apropriação do mundo pela visão – inicialmente, pela via direta entre sujeito e o objeto, por conseguinte, entre o sujeito e as representações do objeto. O terceiro momento de comunicação com o mundo é a interação intersubjetiva através da fala. Neste momento, o sujeito após capturar o mundo natural e culturalmente representá-lo, encontra-se apto a discursar sobre ele. Por fim, o último meio de comunicação com o mundo é o maquínico. Os modos de representação moderna são atravessados por um ente anômalo. O sujeito humano ganha um substituto maquínico e a relação sujeito-objeto não será mais mediada por uma inteligência humana. A visão adquire olhos mecânicos. A inteligência, agora artificial, passa a comandar o processo de captura da realidade e conduz a transformação automática (imediato) da impressão sensível do real em documentos. O caso exemplar de Otlet é a fotografia.

 

 

OTLET, Paul. Tratado de Documentação: o livro sobre o livro: teoria e prática. Brasília: Briquet de Lemos, 2018. p. 55.